terça-feira, 21 de setembro de 2010

PF investigará se houve tráfico de influência

PF investigará se houve tráfico de influência
DE BRASÍLIA

A Polícia Federal investigará se houve tráfico de influência no lobby feito por um filho da ministra Erenice Guerra (Casa Civil) para beneficiar empresas privadas em contratos com o governo e renovação de licença aérea na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).
Por determinação do presidente Lula, Erenice divulgou nota em que a investigação, que também será feita pela CGU (Controladoria-Geral da União).
Além de tráfico de influência, o inquérito, conduzido pela PF em Brasília, investigará se ocorreu advocacia administrativa, crime em que o servidor defende interesses particulares na administração pública.
"No primeiro momento o inquérito vai apurar se houve ou não os fatos divulgados pela imprensa", disse o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto.
Para a ministra Erenice ser alvo do inquérito, a investigação precisa de autorização do Supremo Tribunal Federal, já que ela tem direito a foro privilegiado.
O inquérito, segundo Barreto, se restringirá, em princípio, à atuação de Israel Guerra, filho da ministra, de advogados e de empresas envolvidas no caso.
"A apuração sobre eventual participação da ministra é o último passo do processo", disse Barreto.
O ministro participou de reunião ontem com Lula, quando ficou decidido que a PF apuraria o caso.

Nenhum comentário: