Pular para o conteúdo principal

Mendes diz que regulamentação da atividade de lobby é justamente para evitar ações escusas

BRASÍLIA - O novo ministro da Agricultura, deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS), considera necessária a regulamentação da atividade de lobby justamente para evitar ações escusas ou irregulares, como ocorre hoje. O ministro falou sobre o assunto de forma genérica. E ressaltou que ressaltou que toda a atividade irregular deve ser coibida.

O ministro não falou especificamente sobre o lobista Júlio Fróes, que atuava dentro do Ministério da Agricultura. Sobre esse caso, Mendes disse que ainda receber os detalhes do caso do ministro da Controlaria Geral da União (CGU), Jorge Hage, na próxima segunda-feira.

- Tem que regulamentar o processo, até para que ele possa ser legítimo e uma atividade dentro dos padrões éticos. E que seja coibido quando houver a mínima suposição de interesses escusos - disse o ministro, mais tarde.

O parlamentar lembrou que o ex-senador Marco Maciel apresentou um projeto amplo, regulamentando a atividade do lobby no Brasil no âmbito dos três Poderes. Vários setores consideram necessária a adoção de medidas para tentar disciplinar esse tipo de atuação, hoje sem controle.

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/08/19/mendes-diz-que-regulamentacao-da-atividade-de-lobby-justamente-para-evitar-acoes-escusas-925168613.asp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quais habilidades o profissional de relações governamentais deve aprimorar para melhorar a sua performance?

Katz[1], classifica as habilidades necessárias a um profissional de gestão em três grupos principais: habilidade técnica, humana e conceitual. Essa tipologia nos será útil para entender quais desses grupos de habilidades são mais importantes para profissionais que, como você, exercem a atividade de relações governamentais. Vamos iniciar pelas habilidades técnicas, o grupo menos complexo, segundo Katz. Apesar de essenciais, as habilidades técnicas são menos complexas, pois podem ser desenvolvidas mais facilmente, bastando ao profissional adquirir conhecimentos, métodos e aprender a utilizar os equipamentos necessários para a realização de suas tarefas. Obter ou aprimorar conhecimentos sobre políticas públicas setoriais, processo decisório, processo legislativo, negociação e argumentação são um grande diferencial para esse profissional. Porém, caso haja alguma lacuna a ser preenchida, um bom workshop, curso de extensão ou pós-graduação lato sensu pode auxiliar o profissional a desenvolve…

Evento discute engajamento e mobilização para advocacy via redes sociais na FGV/EAESP

Maiores informações e inscrições:http://gvredes.com.br/evento/mobilizacao-e-engajamento-para-advocacy-via-redes-sociais/