Pular para o conteúdo principal

Operação Lava Jato e maturidade das instituições políticas no Brasil

Lava Jato mudará para melhor gestão de empresas e estatais Postado por: DANIELA MARTINS Um dos maiores impactos das revelações feitas pela Operação Lava Jato deverá ser a mudança da cultura corporativa das empresas brasileiras. Já temos uma lei anticorrupção mais severa. Deverá haver uma mudança em procedimentos internos. A punição aos que são acusados de corruptores vai forçar as empresas a rever suas práticas. As empresas deverão ter novos códigos corporativos de conduta, manuais de ética de verdade para lidar com negócios públicos, porque o crime vai dar cadeia na Lava Jato. As denúncias também deverão afetar a governança da Petrobras. Já há enorme pressão sobre a atual diretoria da estatal e o governo a respeito da maneira como a empresa tem sido conduzida nos últimos anos. Foram anunciadas medidas internas para reforçar controles contra corrupção. Mas a Lava Jato deverá promover uma limpeza maior nos procedimentos da Petrobras. E isso também afetará a cultura corporativa das estatais. Como consequência política, as denúncias em bloco da sétima fase da Lava Jato deverão mudar a forma como são financiadas as campanhas eleitorais de todos os partidos. É muito provável que, em breve, o Supremo Tribunal Federal conclua o julgamento que proíbe doações eleitorais de empresas. O ministro Gilmar Mendes, que pediu vista do processo em abril, deveria devolvê-lo logo ao plenário para conclusão do julgamento, que já tem maioria, para acabar com contribuições de pessoas jurídicas. É aguarda, agora, a revelação dos políticos com foro privilegiado. O Ministério Público ainda apresentará os nomes dos deputados e senadores acusados de envolvimento com corrupção pela Lava Jato, concluindo um elo importante entre o sistema político e as grandes corporações. Essa primeira fornada de denunciados pelo Ministério Público é um divisor de águas no combate à corrupção de crimes do colarinho branco no Brasil. Foram 36 denunciados, a maioria executivos de grandes empreiteiras acusadas de formar cartel para pagar propina e obter contratos na Petrobras. É provavelmente o maior caso de denúncia de corruptores na história do país. As consequências jurídicas ficarão a cargo da Justiça, assegurando o amplo direito de defesa aos acusados, o que é fundamental numa democracia. A Lava Jato mostra a maturidade das nossas instituições e como evoluímos no combate à corrupção. O país não vai acabar. O Congresso não vai acabar. O Brasil está punindo quem costumava ficar livre das garras da lei apesar de seus crimes. É uma boa notícia, que vai melhorando o país. Fonte: http://www.blogdokennedy.com.br/lava-jato-mudara-para-melhor-gestao-de-empresas-e-estatais/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como aumentar a sua capacidade de persuasão?

Oi! Tudo bem?
Semana passada, enfocamos o grupo de habilidades conceituais, pois ao desenvolver essas habilidades o profissional aprimora sua capacidade prospectiva, analítica e estratégica ao aprender a pensar de forma criativa e inovadora e, ao mesmo tempo compreender ideias abstratas e processos complicados.
Porém, para persuadir e influenciar os tomadores de decisão não basta possuir um rol de habilidades técnicas e conceituais bem desenvolvido. O grupo de habilidades humana é essencial para que o profissional de relações governamentais alcance o seu objetivo: influenciar. Para influenciar é preciso persuadir. Assim, qual seria o melhor caminho para aumentar a capacidade de persuasão?
Primeiramente, é preciso destruir um mito que já se encontra enraizado em nossas mentes. É comum ouvir pessoas dizendo que algumas habilidades, como por exemplo, comunicação, expressão e observação são inatas. Portanto, se você não consegue se comunicar com outros de maneira assertiva, jamais poderá apr…

LOBBY INTERNACIONAL

Reportagem publicada no jornal inglês The Guardian no último domingo aponta que o ministro de comércio britânico teria feito lobby junto ao secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia do Brasil, Paulo Pedrosa, em favor das empresas BP, Shell e Premier Oil. A notícia veio à tona porque a ONG Greenpeace teve acesso a documentos oficiais do governo britânico, que agora está sendo acusado de agir para isentar impostos e flexibilizar licenças ambientais para a indústria de petróleo. Vale lembrar que Paulo Pedrosa é o grande articulador de projetos como a privatização da Eletrobras e ligado a grupos econômicos e fundos de investimentos que podem ser beneficiados com esses negócios (ler mais aqui). Em resposta à grave notícia, na última quarta-feira congressistas da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional -- Roberto Requião (PMDB-PR), Gleisi Hoffman (PT-PR), Humberto Costa (PT-PE) e Lindbergh Farias (PT-RJ), entre outros -- apresentaram uma denúncia à Procuradoria …

Reputação e Credenciais Acadêmicas

Durante a interessante apresentação dos resultados da 2ª fase da pesquisa sobre Reputação realizada pelo IrelGov (Instituto de Relações Governamentais) uma questão me inquietou.
Afinal, o que realmente pode contribuir para ajudar alguém a criar e manter uma boa reputação como profissional da área de Relações Governamentais? Fui buscar entender o que a teoria sobre reputação pessoal tem a nos dizer e veja só o que encontrei.
A teoria do Capital Humano defende que um indivíduo melhora sua reputação na medida em que adquire mais conhecimento, habilidades e credenciais acadêmicosem sua área de expertise. Sendo assim, seria interessante  sustentar sua reputação em  experiência empírica e, também, em títulos de especialização na área. 
O que estou querendo dizer é que além de se manter atualizado e em busca constante por conhecimento, certificações e diplomas específicos relacionados à área de atuação podem contribuir fortemente para elevar a reputação desses profissionais.
Fico extremamente fe…