Pular para o conteúdo principal

Rosso propõe regulamentação e identificação de grupos de pressão no Congresso

Rosso propõe regulamentação e identificação de grupos de pressão no Congresso Posted By Francisco Paula on 20 de junho de 2015 Atividade legítima nas grandes democracias poderá, finalmente, ser regulamentada no Brasil, como forma de identificar profissionais sérios e combater os corruptores. A ideia é dar mais transparência ao processo legislativo. Dep. Rosso, líder do PSD na Câmara dos Deputados É o que propõe o Projeto de Lei nº 1.961/15 de autorias dos deputados Rogério Rosso, Líder do PSD na Câmara dos Deputados e de Ricardo Izar, de São Paulo, apresentado na ultima quarta-feira (17). Rosso quer separar lobistas de corruptores e baderneiros Não é de hoje que parlamentares bem intencionados tentam regularizar o lobby e a participação dos grupos de pressão no Brasil, como acontece nos EUA já por muitos anos. A cada votação que envolve interesses, econômicos e ou que afetem conquistas sociais, na verdade praticamente tudo que é discutido e votado no Congresso brasileiro, dezenas de pessoas adentram ao parlamento para participar dos debates e das sessões de votação. É legal e faz parte do processo democrático, o que não é legal é a presença de alguns com propostas pessoais em troca de votos de alguns parlamentares. O chamado toma lá, dá cá. Além dos que ali comparecem para promover a desordem. Segundo o líder do PSD, nesses debates “o que percebemos é um conjunto de associações, entidades, sindicatos, empresas e profissionais que trabalham na Câmara, mas não são servidores ou assessores. Queremos saber quem são. Isso também dará mais dignidade a eles”. Regulamentar como forma de prevenir a corrupção e garantir a ordem A presença de representantes dos grupos de pressão no parlamento é mais uma prova de que a democracia está viva e ativa, mas isso, infelizmente, permite a presença de pessoas que não fazem lobby e sim “negócios e negociatas”, que acabam denunciadas e virando escândalos. Nos EUA, aquela considerada a maior democracia no planeta, o lobista é um profissional liberal como outro qualquer, pagando impostos e que atua no Congresso de forma legítima em defesa de interesses dos grupos que representa, ou em seu próprio interesse. Ele é identificado na Casa como tal. A proposta é dar transparência ao processo legislativo Ainda segundo Rosso, “O objetivo do PL é identificar os lobistas que participam dos debates do Legislativo e do Executivo, bem como verificar se eles estão cumprindo uma agenda previamente determinada pelas instituições que representam”. http://blogdoprofessorchico.com.br/site/2015/06/20/proposta-de-rosso-propoe-regulamentacao-de-grupos-de-pressao-no-congresso/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quais habilidades o profissional de relações governamentais deve aprimorar para melhorar a sua performance?

Katz[1], classifica as habilidades necessárias a um profissional de gestão em três grupos principais: habilidade técnica, humana e conceitual. Essa tipologia nos será útil para entender quais desses grupos de habilidades são mais importantes para profissionais que, como você, exercem a atividade de relações governamentais. Vamos iniciar pelas habilidades técnicas, o grupo menos complexo, segundo Katz. Apesar de essenciais, as habilidades técnicas são menos complexas, pois podem ser desenvolvidas mais facilmente, bastando ao profissional adquirir conhecimentos, métodos e aprender a utilizar os equipamentos necessários para a realização de suas tarefas. Obter ou aprimorar conhecimentos sobre políticas públicas setoriais, processo decisório, processo legislativo, negociação e argumentação são um grande diferencial para esse profissional. Porém, caso haja alguma lacuna a ser preenchida, um bom workshop, curso de extensão ou pós-graduação lato sensu pode auxiliar o profissional a desenvolve…

Evento discute engajamento e mobilização para advocacy via redes sociais na FGV/EAESP

Maiores informações e inscrições:http://gvredes.com.br/evento/mobilizacao-e-engajamento-para-advocacy-via-redes-sociais/